Número total de visualizações de página

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Temos O Mesmo Ideal | Maria Albertina Natividade da Purificação

 

 
 
Estão num beco sem saída
A Dilma e o Cavado
Tomem alguma medida
E façam algo de novo
P’ra tapar tanto buraco
P’ra acalmar o vosso Povo

 

Que afinal a minha Pátria
É a Língua Portuguesa
E já dizia o Pessoa
Tão sublime a minha Mátria
Digo eu, tenho a certeza
Que o meu povo é gente boa

 

E abraço o meu Portugal
Dou abraços ao Brasil
Temos o mesmo Ideal
Lutamos p’la Igualdade
Não queremos gente senil
A governar com maldade

 

Que a malícia é corrupta
Tem olhos de malvadez
E de forma interrupta
Vai destruindo o craveiro
Viva o Povo português
Viva o Povo brasileiro

 

Gritamos revolução
Somos movidos p’lo amor
Preservamos a nação
Pois se somos fantasistas
Embrenhados no fervor
Das nossas próprias conquistas

 

Lutaremos, podem crer
Contra as garras do inferno
Ai e doa a quem doer
Se é um mal pois ele tem cura
Mudem-me este (des)governo
E calem-me a ditadura

 

Cantaremos outro fado
Num tom maior ó caramba
Que o vira seja um bailado
Aos olhos da humanidade
Intercalado com o samba
No desfile da liberdade

 

(ILUSTRAÇÃO/ARTE DE MIGUEL MATOS)


Sem comentários:

Enviar um comentário