Número total de visualizações de página

sábado, 20 de julho de 2013

Não Gosto De Festas Bravas... | Maria Albertina Natividade da Purificação





Não gosto de festas bravas
Pois prefiro festas mansas
E as bandarilhas que cravas
Nas faenas ó toureiro
Que fossem em almofadas
Pois isso é que eram festanças
Bania-se o sangue na praça
Continuarias guerreiro
Não perdias a linhaça

 

Olho p’ra ti toiro lindo
Ficam-te bem as chifradas
Que às vezes me pões sorrindo
Ao lutares entre as tranqueiras
Nos recintos das largadas
Gosto dessas brincadeiras

 

Gosto de ver o cavalo
Gosto de ver os forcados
Nesse aspeto é um regalo
Contudo o sangue na praça
Faz-nos parecer atrasados
Nos aplausos à desgraça

Sem comentários:

Enviar um comentário