Número total de visualizações de página

sábado, 20 de julho de 2013

Quadras Solta Respostas A António Aleixo | Maria Albertina Natividade da Purificação






Até posso ser vaidosa
Que o que mais me valoriza
É ser assim talentosa
E uma famosa poetisa

 

Meu amor não posso usar
Isso é que era uma barraca
Que eu não me fui depilar
Vai mesmo com meia opaca

 

Não sabes se me prendeste?
Pior prisão que um conselho!
Se acaso me convenceste
E eu fui votar no coelho

 

Ser-se assim p’ró pequenote
P’r arrumação, não é mau
E é quase como um escadote
Só com menos um degrau

 

Cada qual usa o que quer
Cada qual usa o que pode
Na boca de uma mulher
Assenta-lhe mal um bigode

Sem comentários:

Enviar um comentário